28/06/2019 às 10h51min - Atualizada em 01/07/2019 às 15h43min

Investimento em Security Token torna-se alternativa em meio à crise da SELIC

O interesse dos investidores pelos chamados STOs atualmente se dá porque eles apresentam características extremamente inovadoras e rentáveis

DINO
http://www.lextokens.com

Nesse mês, pela décima vez consecutiva, o Comitê de Política Monetária (COPOM) manteve a taxa básica de juros em 6,5% ao ano, o que colocou o mercado financeiro em sinal de alerta. Nos últimos dias, a Selic tem sido o assunto entre analistas financeiros, que já preveem um cenário ainda pior: uma deflação para os próximos meses. Isso é considerado um problema para quem tem investimentos em renda fixa, por exemplo, já que a maioria deles está ligado à taxa de juros. Mas a boa notícia é que existem novas formas de melhorar a rentabilidade do seu dinheiro, como é o caso do chamado Security Token Offering (STO). 

 

O interesse dos investidores pelos chamados STOs atualmente se dá porque eles apresentam características extremamente inovadoras e rentáveis, pois seu valor é totalmente atrelado aos ativos reais da empresa, o que traz mais segurança aos investidores. 

“A principal vantagem do uso de um security token como investimento está na desburocratização e não incidência de taxas, que aplicações tradicionais, como ações e imóveis, não possuem, por exemplo. Essas facilidades tornam o processo muito mais ágil e automático, de uma forma que o mercado tradicional não pode fazer”, afirma Alexandre Brandão, CEO da Alexandria, grupo que administra o LexTokens, pioneiro no mercado a operar em conformidade com a SEC (Comissão de Títulos e Câmbio dos EUA), órgão similar à nossa CVM, que regula as companhias deste setor.

O LexTokens (http://lextokens.com) tem como lastro o patrimônio líquido da empresa, garantido através das usinas de energia limpa construídas para grandes empresas como Ambev, Grupo Positivo, Grupo Marista, entre outros.  Já são mais de 20 MW em usinas ativas e em construção. Nos próximos anos, a projeção é que esse número seja multiplicado por cinco. 

Na maioria dos STOs operados em plataforma própria, como é o caso do LexTokens, não há necessidade de abertura de conta. O investidor precisa fazer um cadastro e passar por um processo de aceite por parte da empresa emissora. Os LexTokens só podem ser comprados e vendidos na plataforma criada pelo grupo em moeda FIAT (R$, US$ e EUR). 

“Dentro do nosso modelo de negócios, o investidor tem segurança, pois nossos Tokens estão lastreados no patrimônio líquido da empresa e por consequência garantidos por nossos ativos, as usinas”, finaliza Brandão. 



Website: http://www.lextokens.com
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Qual melhor candidato?

54.3%
29.3%
16.4%